Tecidos para decoração: tudo sobre o Jacquard

22 de julho de 2019

Se você está pensando em usar o tecido Jacquard para algum tipo de decoração, essa matéria foi feita para você. Aqui você vai conhecer todas as características do Jacquard, as opções disponíveis no mercado e as melhores maneiras de usá-lo. Acompanhe.

O “Jacquard” é um tecido clássico, criado no século XVIII. Recebeu esse nome por conta de seu criador, Joseph Marie Jacquard. Em sua origem, era um tecido extremamente caro, usado apenas por famílias de elite, pois sua produção era manual e bastante demorada. Hoje já não é tão caro pois há teares computadorizados de alta tecnologia que, por permitir uma produção mais rápida, acessibilizaram esse tecido tão elegante, sendo possível encontrá-lo, em média, de R$19 a R$29.

Parede forrada com tecido Jacquard

O Jacquard é um tecido caracterizado principalmente pela complexidade com que ele é confeccionado. Isso porque suas texturas e estampas são feitas com o molde do próprio fio. Também é um tecido consideravelmente resistente, pela própria maneira como é confeccionado, já que o entrelaçamento dos fios é feita em uma posição que resiste aos efeitos da ação do tempo. Pelo fato de ser um processo bastante artesanal e por durar bastante, é considerado um tecido mais luxuoso.

Diversos tipos diferentes de fio podem ser usado para a confecção do Jacquard, desde os delicados, como é o caso da seda, até os mais felpudos, como é o caso do chenilles. Não é, portanto, o tecido que configura o Jacquard, mas as particularidades da sua forma de confecção. Outra característica típica do Jacquard é que o entrelaçamento dos seus fios costumam formar o desenho de um medalhão, que também é chamado popularmente de brocado, brasão, arabesco ou adamascado. Esse desenho consegue transmitir elegância e requinte, além de beleza, é claro.

Poltronas estofadas com Jacquard

Por ser um desenho marcante, o Jacquard se consolidou como a opção mais conveniente para festas e eventos em que se tem a intenção de inspirar luxo, mas seu uso é bastante versátil. Costuma ser usado para toalhas de mesa, aplicação em paredes, painéis e até para forrar estofados, já que ele tem uma ótima durabilidade e não amassa facilmente. A versão tradicional do Jacquard tem a peculiaridade de ser dupla face, pois tem um acabamento impecável dos dois lados, por isso também cai bem em cortinas e colchas.

O Jacquard costuma ser encontrado na versão tradicional, estampada e luxo. A versão tradicional é normalmente composta por uma média de 58% algodão e 42% poliéster (clique aqui para visualizar essa opção). A versão estampada, como o nome sugere, é caracterizada por ter estampas que fogem ao medalhão convencional, normalmente com a composição 50% algodão e 50% poliéster (clique aqui para visualizar essa opção). Por sua vez, a versão luxo, também composta em média por 58% algodão e 42% poliéster, possui mais riqueza de detalhes e tem qualidade um pouco melhor que os demais (clique aqui para visualizar essa opção).

Alguns fabricantes chineses produzem um tecido Jacquard 100% poliéster, também chamados de Cetim Jacquard. Esse é um tipo de Jacquard mais barato, mas possui um aspecto sintético e é de qualidade bastante inferior ao Jacquard convencional, que possui algodão em sua composição. Este último, portanto, é mais recomendado para quem busca qualidade, maciez e beleza. Se você quiser ver as opções disponíveis de Jacquard e, inclusive, comprar um, recomendamos a loja da Casa das Cortinas.