Tecidos para áreas externas

02 de julho de 2019

Colocar uma cortina ou mesmo um móvel de tecido na área externa da sua casa ou loja evoca um ar de elegância e autenticidade para o ambiente, e o transforma quase que de imediato em uma área gourmet. Mas você sabe qual tecido deve ou não deve usar em áreas externas?

Você já deve imaginar que, por diversos motivos, não se deve usar qualquer tecido em ambientes externos. Eles podem sujar, cheirar mal, ressecar, mofar, desbotar, ceder a qualquer manifestação de calor intenso ou umidade em excesso.

 

Tecidos naturais e delicados, como sedas, linhos e veludos, tendem a ser mais sensíveis às condições de um ambiente externo, portanto não são recomendáveis nestes casos. Existe a opção de impermeabilizar o tecido para torná-lo mais resistente, mas isso não significa que fica totalmente imune aos efeitos do tempo de exposição, por isso é pertinente escolher um tecido mais resistente, ainda que seja para impermeabilizar.

É importante ressaltar que existe diferença entre “tecido impermeável” e “tecido resistente à água”. O tecido impermeável é o mais alto nível de proteção contra a água. Existe uma unidade chamada de “coluna d’água” que mede quanto um tecido é capaz de suportar à água ou umidade até que ela consiga penetrar no tecido, e ela serve para os impermeáveis também (sim, todo tecido impermeável tem um limite de resistência), mas precisa ser um nível muito alto de água para romper sua pressão hidrostática.

Já o tecido resistente à água, possui uma tecnologia (em geral, a nanotecnologia) que repele a água, fazendo com que ela não seja absorvida facilmente pelo tecido, mas escorra por ele. Porém sua resistência é menor do que a do impermeável, não sendo recomendado para uso em ambientes onde há contato direto com o Sol ou que possam receber chuvas fortes, por exemplo, enquanto o impermeável pode.

O Acquablock é um tecido muito procurado para estes espaços, principalmente para estofados que ficam próximos a piscinas ou jardins, já que são impermeáveis e por isso acaba sendo muito mais simples realizar sua limpeza e manutenção (para saber detalhes sobre a manutenção do Acquablock, clique aqui). E não é um tecido tão caro, podendo ser encontrado, em média, por R$ 34 a R$ 38 reais, o que é ótimo pelo que ele oferece.

Outras opções alternativas são os tecidos em acrílico (que não desbotam), couro náutico, vinil ou polipropileno com algodão. Nas almofadas, não há problema em usar um tecido mais fino, mas para forrar móveis, o ideal é investir em um material mais resistente, como o já mencionado Acquablock.

Alguns tecidos têm proteção contra raios solares (UV) e contra bactérias e mofos. Certamente são um plus bastante vantajoso. Os com proteção UV são mais usados em roupas, pois podem absorver de 93% da 95% da radiação ultravioleta, dispensando o uso de protetor solar, mas também são usados na confecção de estofados e cortinas, pois garantem a melhor proteção aos efeitos da exposição ao Sol, preservando a cor e a durabilidade do tecido.

É sempre importante lembrar, mesmo com tantas opções que atendam a essas necessidades, que qualquer tecido precisa passar por manutenção, e se ela for feita com a devida atenção, vai garantir que seu estofado, almofadas ou cortinas durem por muito mais tempo e preservem sua beleza mesmo a céu aberto.

 

FONTES: The North Face / Sun Cover / Sintex / Terra Vermelha / Líder