Melhores tecidos para revestir móveis

23 de julho de 2019

Alguns móveis só fazem sentido quando revestidos com tecido, como é o caso do sofá, do divã e da poltrona. Outros, como a cadeira, não necessariamente precisam ser revestidas com tecido, mas ficam muito mais confortáveis e com um aspecto significativamente mais elegante se revestido com um. Por sua vez, há, ainda, os móveis que não têm o tecido em sua essência, mas que podem ter sua vida útil restaurada e valor agregado se forem, com ele, decorados. Se você está pensando em revestir algum móvel com tecido ou escolhendo um móvel com o tecido ideal, acompanhe essa matéria.

Poltrona estofada com Jacquard e divã estofado com Couro Natural

Antes de falar sobre quais são os tecidos mais comuns para revestir móveis, vale a pena considerar algumas questões que podem te ajudar a fazer a melhor escolha e evitar prejuízos ou arrependimentos. São pelo menos três as principais considerações:

A primeira consideração que você precisa fazer ao escolher um tecido para seus móveis é pensar na sua função. Se for um móvel que as pessoas usarão para um descanso mais prolongado, como um sofá ou um divã, não é só a estética que deve contar, mas principalmente a textura, já que tecidos mais grossos podem trazer uma sensação de desconforto a longo prazo. Já para móveis que vão servir para acomodar pessoas por um tempo mais curto, como uma cadeira, poltrona ou mesmo um sofá que fica em sala de espera, o fator conforto não é tão determinante, mas ainda é uma vantagem.

Para móveis que serão restaurados ou decorados com tecidos, a textura é o quesito menos importante, prevalecendo critérios como a estética e a qualidade. Mas a função ainda deve ser considerada. Por exemplo, para revestir um aparador, um tecido com resistência à poeira e que seja fácil de limpar é o mais adequado, mas para uma mesa que vai estar constantemente em contato com copos e outros objetos úmidos, estando, inclusive, sujeita a algum acidente incluindo molhos ou bebidas, o critério mais importante é a impermeabilidade.

A segunda consideração a ser feita é a qualidade e durabilidade do tecido. Se a ideia é restaurar um móvel e aumentar sua vida útil, não faz sentido escolher qualquer tecido e nem vale a pena, pois em pouco tempo precisará restaurar o móvel novamente. Quanto mais valor tem o móvel – e pode ser tanto um valor monetário como sentimental – mais vale a pena investir em um tecido de qualidade superior e garantir que esse móvel vai permanecer sendo útil por muito tempo.

A terceira consideração, que a princípio pode parecer pouco importante, mas pode ser determinante na escolha do tecido, é a sua estética. Como gosto é uma questão muito particular, não vale a pena se estender afirmando o que é mais bonito ou não, mas não custa pensar bem antes de escolher determinada cor ou estampa. Nem todo background combina com determinadas estampas, principalmente as que contém excesso de informação, como as em animal print, por exemplo. Para evitar uma possível poluição visual, é mais recomendado optar por tons neutros e cores lisas, pois dificilmente vão pesar no ambiente.

Sofá estofado com Linho

Agora sim, conheça os principais tecidos para revestimento de móveis e suas características mais relevantes:

Facto Dunas: tem caráter impermeável, tendo sido desenvolvido especificamente para os estofados. Com qualidade superior aos revestimentos convencionais, ele valoriza a montagem e proporciona uma ótima conformação do estofado. É versátil e resistente ao uso contínuo, sem perder o toque macio e suave proporcionado pelo acabamento em poliuretano. Dispensa produtos para hidratação e conservação.

Linho: é o mais versátil entre os tecidos recomendados para móveis, se adaptando fácil a qualquer um. Além de ter uma flexibilidade característica, ele também tem durabilidade considerável e resiste com facilidade ao desgaste e à tração, sem contar que tem um toque extra macio.

Chenile: com composição de algodão e viscose, caracterizado pela sua firmeza e maciez, possui uma textura agradável ao toque e com uma estética favorável para a decoração, mas precisa ser limpo constantemente, pois possui vincos favoráveis ao acúmulo de poeira.

Veludo: com características semelhantes ao Chenile em termos de estética e efeito, possui toque macio, suave e confortável. Também tem a vantagem de ter um preço mais acessível.

Couro natural: é uma opção adequada para tapeçarias, revestimento de sofás, almofadas e outros itens que precisam de facilidade para limpar, pois não há nada que um aspirador de pó ou um pano seco não resolvam. Além disso, o original dura bastante.

Acquablock: perfeito para quem quer um tecido com qualidade e durabilidade confiáveis. Essa é uma opção impermeável que serve, principalmente, para atender a móveis que ficam em áreas externas ou em constante contato com umidade e efeitos do clima. Também é perfeito para quem tem animais domésticos, pois é fácil limpar e não fica com cheiro impregnado. A limpeza também é fácil.

Waterblock: as maiores vantagens do Waterblock, além de ser impermeável, é que ele possui bastante durabilidade, sem o risco de esgarçamento, é livre de formação de fungos, livre de rachaduras e é mais sustentável que os demais.

Acquatec: esse tecido tem várias vantagens, mas a principal é que é um tecido inteligente, com tecnologia fundamentada em conceitos de Biominética, protege contra a ação do sol, repele a água e é bastante resistente.

Jacquard: também usado para o revestimento de paredes, esse é um tecido super resistente. Não possui vincos e, por ter uma trama bem fechada, não acumula poeira e é de fácil limpeza. Além disso tem um grau de impermeabilidade favorável para o estofamento de móveis.

Suede: também conhecido como Camurça Sintética, tem toque macio e liso, com textura extremamente confortável. É um tecido de alto padrão e sua versão mais conhecida é o Suede Molhado.

Algodão: não é sem razão que é considerado o tecido coringa entre os destinados aos móveis, já que é pertinente à decoração e se aplica com facilidade a qualquer superfície.

Sofá estofado com Suede Molhado

Além desses tecidos mencionados, também há tecidos como o sky, o seda riviera, o corano fit e o super boucle que cumprem a mesma função e são alternativas que podem trazer a estética e o efeito desejados. o Esperamos que tenham gostado da matéria, e se tiver interesse em adquirir um tecido próprio para seu móvel, vale lembrar que a Casa das Cortinas está vendendo tecidos para móveis com até 38% de desconto. Para conferir, clique aqui.